Já virou jargão dizer que “sua empresa deve estar na internet”, mas o que dizer de “sua empresa precisa estar nas mídias sociais”?

Estudos e planejamentos estratégicos envolvendo o marketing digital tornaram-se cada vez mais frequentes. A explicação mais fácil para esse fenômeno é que a exploração da internet tem tornado o ambiente tecnológico algo mais humanizado. A praticidade fez a quantidade de acessos aumentarem e a troca de informações veio como combustível para ativar a entrada das empresas neste mercado.

Hoje, os blogs e redes sociais reúnem boa parte da população provocando um meio favorável à interação. Informações, ações e promoções chegam em tempo real e servem de atrativo a quem busca por conhecimento ou quer medir o potencial da sua marca. São métricas e mais métricas usadas para difundir um produto ou serviço nas mídias sociais.

O feedback gerado pelas inserções no marketing digital é instantâneo e se não controladas, as ações podem ocasionar uma exposição negativa. Por outro lado, quando bem aceitas, atribuem uma divulgação espontânea e deliberada, já que elas podem ser associadas e integradas via dispositivos. Facebook, Orkut, Youtube, Twitter, Linked In, Foursquared, Flickr e Blogs estão entre as redes mais usadas.

Profissionais são designados para analisar e criar relatórios sobre o que se fala da empresa em cada mídia digital dando um panorama do posicionamento da mesma. Enquanto isso, outros trabalham o conteúdo com dinamismo e coerência em uma linguagem adaptada ao público e mídia que se propõe trabalhar.

Quem já participa apoia a iniciativa e indica o uso de forma moderada e estruturada. O baixo custo também atrai quem não possui verba suficiente para fazer propagandas na rua ou mesmo agrega às campanhas off o reforço das on atingindo um número maior de pessoas. O retorno do investimento é garantido e para quem ainda não se posicionou, fica a dica.